sábado, 12 de janeiro de 2008

"EU QUERIA SER O VENTO"

EU QUERIA SER O VENTO
QUE TOCA E ASSANHA SEUS CABELOS
QUE SOPRA NOS SEUS OUVIDO
SE DEPERTA OS SEUS SENTIDOS.

EU QUERIA SER O VENTO

PRA MEXER SEUS PENSAMENTOS
PRA TE ENCHER DE CARINHO
AMOR E SENTIMENTOS.

EU QUERIA SER ESTA BRISA

QUE NESTE INSTANTE
TOCA SUAVE EM TUA FACE
DIFICIL É RESISTIR TE VER
E TER QUE ME ESCONDER
ENTRE MEIO A TANTOS DISFARSES.

A PUREZA DO TEU SORRISO
MEXEU COMIGO E ME ENCANTOU
A BELEZA DO SEU OLHAR
SIMPLESMENTE ME ENFEITIÇOU.

O Poeta das Estrelas!

Um comentário:

Genê disse...

Divino, parabéns, são lindas as suas poesias!
Mas esta "Eu queria ser o vento". me falou muito do sonho que temos, às vezes de tocar algo sem ser visto, mas sentirmos que está ali e que podemos interagir com ele sem sermos vistos, mas apenas sentido!
Um grande abraço desta amiga e que Deus continue a iluminá-lo e a inspirar-lhe lindas poesias.
Genê